Latitud 33

Latitud 33

Sobre a Bodega Latitud 33º Em 2000 nasceu um milénio, nasceu um mundo e, numa região única onde a terra bate de forma diferente, nasceu um vinho, Latitud 33°. Jovem e ousado, mudou as regras e foi rapidamente compreendido por quem vive de acordo com o seu coração, improvisa à medida que avança e decide viver a sua latitude, sempre. UMA REGIÃO UMA PROMESSA Por uma estranha decisão da natureza, os melhores vinhos do novo mundo vêm de uma faixa de terra muito estreita e privilegiada, localizada entre os paralelos 32° e 38° do hemisfério sul. No coração dessa região escolhida, mais precisamente a 33° de latitude sul, no sopé da Cordilheira dos Andes, a natureza se encarrega de dar ao Latitude 33° um selo original e inconfundível, que faz deste vinho uma promessa viva de frescor e qualidade. O CLIMA A latitude 33°, no sopé da Cordilheira dos Andes, é uma das melhores áreas para a produção de vinhos de alta qualidade. Caracteriza-se por ser mais fresco, com ampla faixa de temperatura entre as máximas e mínimas, com média diária de 14°C, favorecendo a formação de taninos e boa cor nas variedades tintas, e acidez equilibrada nas variedades brancas. O sol abundante ilumina as terras desta latitude de forma tão intensa e especial que a uva recebe naturalmente a quantidade exata de luz e cor de que necessita para atingir o ponto perfeito de maturação onde expressa todo o seu caráter. Em geral, a área é protegida dos ventos. A ÁGUA Mendoza é um deserto, onde a irrigação é essencial, e para isso conta com a água mais pura do degelo da Cordilheira dos Andes. As chuvas, com média anual de 200 mm, caem principalmente na primavera-verão e não são suficientes para cobrir as necessidades das culturas, para as quais se deve recorrer à irrigação integral. A irrigação é realizada por canais abertos ou valas e sulcos entre as fileiras de videiras, ou por modernos equipamentos de irrigação pressurizada, como a irrigação por gotejamento, que fornece água gota a gota às videiras. O SOLO O terroir possui solos de origem aluvial formados por material arrastado da serra. São solos pobres e pouco férteis, franco-arenosos, com muito boa permeabilidade, excelentes para produzir as uvas necessárias à produção de vinhos de qualidade, como o Latitud 33°. A CRIAÇÃO Para fazer Latitud 33°, é realizada uma colheita manual, aguardando a maturação ideal das uvas, procurando frutas frescas, com expressão varietal e acidez equilibrada. Para as uvas brancas, são esperadas as horas mais frescas do dia, para preservar e cuidar da porção aromática. Em seguida, procede-se ao processo de vinificação, utilizando leveduras selecionadas. O processo de maceração em vinhos tintos dura de 7 a 8 horas, com temperatura de fermentação de 26° a 28°. Latitud 33° é envelhecido parcialmente (50% do vinho) em madeira de carvalho francês e americano durante 3 meses e posteriormente envelhecido em garrafa durante 2 meses. A terra também deve ser guiada e para isso os técnicos da adega, aliando a sua paixão pelo vinho e os conhecimentos adquiridos ao longo da sua experiência, conseguem traduzir a excelente qualidade das uvas de um terroir tão particular num vinho excecional, como Latitude 33°. Latitud 33° é comercializado sempre interpretando o paladar argentino, e elaborado sob a filosofia norteadora: qualidade, inovação, criatividade e busca pela excelência.

Pague com
  • Pix
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Francisco V C DA SILVA DISTRIBUICAO DE BEBIDAS - CNPJ: 33.408.218/0001-39 © Todos os direitos reservados. 2022